CORONAVÍRUS: Saiba como identificar e se proteger dessa doença | TVSHOPSHOW.com Televisão para os Dispositivos Conectados

A partir do dia 20 de março, o Brasil entra no outono e é a partir dessa estação do ano que a temperatura começa a cair na maior parte do país, principalmente do Centro-Oeste ao Sul do Brasil.   Por Janary Bastos Damascena A partir do dia 20 de março, ...

corona, virús, pandemia, epidemia, contágio, mortes, china, wuhan, oms, notícias, infectologistas

CORONAVÍRUS: Saiba como identificar e se proteger dessa doença

Publicado por: Redação
18/03/2020 11:42 AM
Courtesy Pixabay
Courtesy Pixabay

A partir do dia 20 de março, o Brasil entra no outono e é a partir dessa estação do ano que a temperatura começa a cair na maior parte do país, principalmente do Centro-Oeste ao Sul do Brasil.

 

Por Janary Bastos Damascena

A partir do dia 20 de março, o Brasil entra no outono e é a partir dessa estação do ano que a temperatura começa a cair na maior parte do país, principalmente do Centro-Oeste ao Sul do Brasil. Por causa disso, nesse período aumentam os casos de pessoas com doenças respiratórias. É justamente aí que se enquadra o coronavírus, então todo cuidado é pouco para se proteger contra essa doença. E para que você entenda a diferença entre gripe, resfriado e coronavírus, ouça a explicação do secretário de Vigilância em Saúde do Ministério da Saúde, Wanderson Oliveira. 

 

“Resfriado é o mais leve deles e a febre é muito rara e geralmente febre baixa. Já o coronavírus e a gripe é esperado que se tenha febre. O coronavírus ele também pode provocar bastante tosse, é uma tosse seca, gripe também acomete com tosse. Dor de garganta é muito comum no resfriado, mas na gripe e no coronavírus acontece às vezes. Espirro é mais comum no resfriado, agora, no coronavírus e na gripe não, não é muito comum. Tem outras manifestações como dores no corpo, cansaço, dor de cabeça”.

 

A melhor forma de evitar o coronavírus é se protegendo. Por isso, o secretário de Vigilância em Saúde, Wanderson Oliveira, dá dicas de como diminuir o risco de contágio. 

 

“Lavar as mãos com frequência; cobrir a boca ao tossir e espirrar, com a parte de dentro do cotovelo, com lenço descartável; e evitar de trabalhar e estudar se tiver doente; evitar ir para locais aglomerados se tiver doente; fazer os cuidados gerais. E principalmente ter uma boa alimentação, um boa noite de sono e repouso neste momento para recuperação”.

 

O Brasil possui mais de 42 mil postos de saúde capazes de atender 90% dos casos de coronavírus. Apesar disso, é importante que a pessoa só procure os serviços de saúde quando apresentar os sintomas iniciais do vírus, como febre, tosse, dor de garganta e dificuldade respiratória. 

 

Imagens de notícias

Tags:

Compartilhar

Vídeos relacionados

Comentários