Produção física do segmento de vestuário cresceu 12,34% | TVSHOPSHOW.com Para Smart TV PC e Mobiles

Produção física do segmento de vestuário cresceu 12,34%, nos primeiros dois meses do anoSomente no mês de fevereiro a variação foi 3,4% maior São Paulo, abril de 2014 – Nos primeiros dois meses do ano, janeiro e fevereiro, a produção brasileira do segm...

, fabrica, roupas, fabricas, be, rmudas, shorts, calças, show, feiras, jeans, roupa, calças, atacado, tvshopshow, santa, cruz, do, capibaribe, blusas, camisas, toritama, caruaru, revender, direto, saias, cotton, blazer, fashion, channel, webtv, poe, irão

Produção física do segmento de vestuário cresceu 12,34%

Publicado por: Redação
20/04/2014 11:06 AM

Produção física do segmento de vestuário cresceu 12,34%, nos primeiros dois meses do ano
Somente no mês de fevereiro a variação foi 3,4% maior



São Paulo, abril de 2014 – Nos primeiros dois meses do ano, janeiro e fevereiro, a produção brasileira do segmento de vestuário teve crescimento de 12,34% em relação ao mesmo período de 2013, segundo dados do IBGE. Já no segmento têxtil houve um aumento de 0,67% no acumulado do ano.

 

Somente no mês de fevereiro, a produção brasileira do segmento de vestuário cresceu 3,4% e a do setor têxtil teve queda de 0,1% em relação ao mês anterior.

 

Se comparada a produção de fevereiro de 2014 com fevereiro de 2013, a produção física da indústria do vestuário teve crescimento de 27,40% e a do segmento têxtil cresceu 3,83%.

 

Comércio Exterior



Nos primeiros três meses do ano, somente as importações de vestuário apresentaram aumento de 7,9%, em valor, comparativamente com o mesmo período em 2013. Essa variação foi de 1,8%, em toneladas, segundo dados do Sistema Alice/MDIC.

 

Já as importações de têxteis e confeccionados, entre janeiro e março deste ano, cresceram 4,2%, em valor. As exportações caíram 6,9% enquanto o crescimento do déficit na balança comercial no período foi de 6,5%, em relação ao mesmo período de 2013. Os especialistas da Abit acreditam que o déficit deve ultrapassar os U$ 6 bilhões, novo recorde.




Varejo (dados IBGE)

 

Em fevereiro, o volume de vendas de produtos têxteis e de vestuário teve crescimento de 7,4% e a Receita Nominal aumentou 12,7%, se comparados ao mesmo período do ano anterior.

 

Já no acumulado do ano (janeiro e fevereiro), o volume de vendas no setor cresceu 5,1% e a Receita Nominal aumentou 10,6%, se comparado à janeiro-fevereiro de 2013. No comparativo entre fevereiro de 2014 e janeiro de 2014 o volume de vendas caiu 0,46% e a Receita Nominal apresentou recuo de 0,082%. (Dados com ajuste sazonal)

 

Emprego (CAGED)

O saldo entre contratações e demissões na indústria têxtil e de confecção (somente de empregados com carteira assinada), em fevereiro, foi positivo em 6.214. No acumulado do ano (de janeiro a fevereiro), o saldo de emprego ficou em 12.691.

Compartilhar